Limp Serv Conservação e Serviços Ltda
Qualidade e transparência em serviços
Legislação
Vantagens
Obrigações
Legislação
Links legais
LIMP SERV® : Qualidade e transparência em prestação de serviços

Dentro de uma empresa, a terceirização de determinados serviços é, muitas vezes, a solução para grande parte dos problemas de agilidade, especialização, eficiência, custo. Mas muitos detalhes devem ser pensados antes do fechamento do contrato para que seja firmada realmente uma parceria de sucesso. Checar a idoneidade da empresa especializada em terceirização, cumprir a legislação trabalhista e estar ciente das responsabilidades do trabalhador terceirizado são alguns pontos fundamentais.
Quais os riscos ou problemas que podem ocorrer na  contratação de terceirizados? Desconhecimento do que seja a verdadeira terceirização, ou de uma fraude, e a busca de uma simples redução imediata de custos financeiros sem se avaliar os riscos e a legislação pertinente (MUITO CUIDADO com empresas que oferecem serviços com preços baixos ou muitas vantagens). Os maiores problemas são demandas trabalhistas com riscos desde simples responsabilidade subsidiária até vínculo empregatício direto com a tomadora, multas e fiscalizações dos órgãos competentes, responsabilização por acidente do trabalho, até responsabilização criminal por agenciamento de mão-de-obra. E ainda, a responsabilidade civil por danos a terceiros por execução de serviço sem preparo técnico, por exemplo.
Como agir para evitar esses problemas? Verificar a idoneidade da empresa exigindo as certidões comuns em contratações - civis, protestos, Procon, FGTS... Contratar empresas em terceirizações regulares, ou seja, contratar empresas realmente especialistas no trabalho a ser prestado, verificar essa correção e fugir das "agências de mão de obra" e falsas cooperativas de serviços (vide "NOTICIAS LEGAIS"). Só terceirizar serviços passíveis de terceirização. Ter-se em mente que o que se terceiriza é serviço, não existe terceirização de mão de obra, isso é crime.
Quais são os principais passos?  Devem-se verificar todas essas condições antes de firmar contrato. Exigir a cópia de ficha de registro dos empregados da prestadora locados na tomadora quando for o caso. Na contratação efetuar um contrato cuidadoso com obrigações bem definidas e que permitam o controle do cumprimento das normas trabalhistas com as empresas e realmente fiscalizar esse cumprimento. Jamais direcionar o trabalho dos empregados da prestadora, isso gera subordinação direta com nulidade da terceirização e eventual vínculo de emprego direto tomadora. Gerenciar o cumprimento contratual sempre com a prestadora e não seus empregados. 
A terceirização legal é aquela que segue os preceitos jurídicos e da legislação, respeitando as normas regulamentares, tais como o Enunciado 331 – TST, este abaixo mencionado:

TST Enunciado nº 331

I - A contratação de trabalhadores por empresa interposta é ilegal, formando-se o vínculo diretamente com o tomador dos serviços, salvo no caso de trabalho temporário (Lei nº 6.019, de 03-01-74).

II - A contratação irregular de trabalhador, através de empresa interposta, não gera vínculo de emprego com os órgãos da Administração Pública Direta, Indireta ou Fundacional (Art. 37, II, da Constituição da República).

III - Não forma vínculo de emprego com o tomador a contratação de serviços de vigilância (Lei nº 7.102, de 20-06-1983), de conservação e limpeza, bem como a de serviços especializados ligados à atividade-meio do tomador, desde que inexistente a pessoalidade e a subordinação direta.

IV - O inadimplemento das obrigações trabalhistas, por parte do empregador, implica a responsabilidade subsidiária do tomador dos serviços, quanto àquelas obrigações, inclusive quanto aos órgãos da administração direta, das autarquias, das fundações públicas, das empresas públicas e das sociedades de economia mista, desde que hajam participado da relação processual e constem também do título executivo judicial (art. 71 da Lei nº 8.666, de 21.06.1993). (Alterado pela Res. 96/2000, DJ 18.09.2000).

 

ENTREVISTA COM ALMIR PAZZIANOTTO PINTO Ex-Ministro do Trabalho e Ex-Presidente do Tribunal Superior do Trabalho sobre Terceirização de Serviços (fonte: SEAC-SP-Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação de São Paulo

 

TERCEIRIZAÇÃO ILÍCITA E ILEGAL – VÍNCULO TRABALHISTA E CO-RESPONSABILIDADE TRABALHISTA:    Conforme decisões do TST- Tribunal Superior do Trabalho, existindo a terceirização ilícita ou ilegal é configurado o vínculo trabalhista, sendo a Tomadora responsável solidária, sendo que é a Justiça do Trabalho que determina o vínculo empregatício.

Ocorrendo a determinação do vínculo trabalhista pelo juiz, a Tomadora é responsável imediatamente pelo pagamento de todas as verbas trabalhistas a que o funcionário tem direito. 

Também, a Justiça do Trabalho vem decidindo que, se a empresa terceirizada não tiver recursos suficientes para os pagamentos das verbas relativas a reclamatórias trabalhistas, caberá à empresa Contratante o pagamento das verbas trabalhistas reclamadas. 

Isso significa, mesmo não sendo considerado o vínculo trabalhista, que a Tomadora pagará os direitos trabalhistas, nos casos em que a terceirizada não honre seus compromissos com os funcionários. 

Por isso, a escolha do terceirizado é de fundamental importância para que a tomadora não tenha contratempos trabalhistas, os quais não são totalmente inevitáveis, mas podem ser reduzidos ao contratar uma empresa idônea. 

Como verificamos, em qualquer caso, se o funcionário não receber as verbas trabalhistas, a tomadora é responsável, configurando ou não o vínculo. Dessa forma, é muito importante, ao selecionar a terceirizada averiguar sua capacidade financeira, sua idoneidade e exigir garantias.

RETENÇÕES

Atualmente, outro fator que merece destaque na contratação de terceiros é a retenção tributária, ou seja, retenção de INSS, PIS, COFINS, CSLL, ISS e IRRF. A contratante não efetuando as respectivas retenções, em procedimento de fiscalização tributária, deverá recolher os tributos, mesmo que não os reteve.


Nossos telefones: (11)
 3836-2880 / 3836-1108 / 3644-3061
Serviço de Atendimento ao Cliente - E-mail: sac@limpserv.com.br

«FALE CONOSCO
Conheça nossos serviços: Mão de Obra Terceirizada, Serviços Terceirizados de Limpeza e ManutençãoServiço de Limpeza Pós-ObraHigienização e Limpeza de Carpetes, Impermeabilização, Manutenção e Tratamento de Pisos, Limpeza de fachadas e vidros e Sistemas de Segurança Eletrônica.:

 Região de atendimento: São Paulo (Centro, Zona Oeste, Zona sul, Zona norte, Zona leste),  Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema (Abcd), Guarulhos, Osasco, Baruerí, Alphavile e toda Grande São Paulo
 Atendemos condomínios, administradoras, indústria, comércio, escolas, hospitais, bancos, shoppings, supermercados, construtoras, empresas de engenharia. arquitetos. consultórios, escritórios, eventos, residências e particulares.

Prestação de ServiçoSobre a EmpresaSobre TerceirizaçãoNot�cias DivulgaçãoDicas e CuidadosMeio Ambiente
Marca Registrada - Proibida a reprodução